Profissão: Bibliotecário

 

Olá amigos!
Hoje é o dia do Bibliotecário e retransmito um post do meu que escrevi há alguns anos.
Hoje passo aqui para falar um pouco da minha profissão: Bibliotecária. Pouca gente sabe, mas para ser bibliotecária(o), uma pessoa tem que se formar num curso universitário de Biblioteconomia, só uma pessoa formada (com diploma) pode atuar como Bibliotecário, está na lei e se não for cumprida, dará uma dor de cabeça e tanto para a empresa. Tem muito lugar aí que contrata Auxiliares com curso técnico em biblioteconomia no lugar de bibliotecários, essas pessoas podem até ter capacitação nas rotinas da biblioteca, mas não podem assumir o cargo de bibliotecário.

Infelizmente existe também a contratação de pessoas que nem o curso técnico possuem, são pessoas que entram jovens num lugar, aprendem a rotina na marra e  nem sabem ao certo o que estão fazendo, só fazem e pronto, essas pessoas em grande parte são culpadas pelo esteriótipo da profissão (aquela tia mal humorada de cóqui, óculos, saião e com mania de dizer Shhhhhhh), graças a esse tipo nada profissional, profissionais reais acabam sofrendo com tal esteriótipo. Mas não dá também para isentar todos os profissionais formados. Alguns, talvez por sinal de fraqueza ou falta de informação, mantém tal esteriótipo só piorando a idéia que as pessoas tem dos bibliotecários.
Trabalhei na Rede Senai e lá pude ouvir váaaarias vezes: "Nossa, você não tem jeito de bibliotecária, você é legal" - ao ouvir isso eu não sabia se me sentia lisonjeada ou chateada, heheheh. Me senti bem, ao quebrar esse esteriótipo com os estudantes que trabalhei, eles perceberam que a biblioteca é um lugar agradável  e que eles sempre são bem vindos, seja para uma pesquisa, uma leitura ou um bom bate-papo, afinal, não somos robôs e nem devemos agir como tal. Interação com a pessoas é tudo e  provoca um graaaande bem-estar.

Abaixo, um artigo super show da minha grande amiga Roberta, Bibliotecária e Analista de Mídias Sociais, sobre bibliotecários. Quem quiser conhecer o seu blog é só clicar no título abaixo, tem  uma grande variedade de coisas interessantes.


Bi-bli-o-te-co-no-mi-a = “ciência que estuda os aspectos do uso e da disseminação da informação através de serviços e produtos informacionais. Trata sobre a análise, planejamento, implementação, organização e a administração da informação em bibliotecas, bancos de dados, centros de documentação, sistemas de informação e sites, entre outros.” segundo a Wikipedia.

Sim! Bibliotecários minimamente informados sobre o processo de criação de qualquer enciclopédia, não tem absolutamente nada contra a Barsa digital.

Mas esse post não é pra falar disso. É pra falar de bibliotecários e bibliotecárias porque sinceramente, eu acho um saco o fato de ter tanta gente que sabe tão pouco sobre a minha profissão, mas também não sei se somos totalmente inocentes nessa história.

Nós, eu inclusive, somos uma espécie que nunca esteve em fase de extinção e, ao contrário do que muitos imaginam, somos encontrados nos mais diversos tipos de habitat, mas dificilmente nos “vendemos” ao mundo. Não moramos em bibliotecas, nem todos somos velhinhas de coque no cabelo e óculos fundo de garrafa (não mesmo!!!), mas dificilmente nos apresentamos assim, ou assim. Mas já que pra tudo existe um começo, foi primeiramente graças ao nosso descaso que professor em desvio de cargo e função virou sinônimo de sala de leitura, depois, foi por nossa causa que a falta de paciência e cara amarrada virou sinônimo de biblioteca pública, até que hoje, pessoas como eu e muitos colegas de profissão acabamos pagando caro pelos erros dessas tendências do passado.

Ahaa! Mas nem só de tristezas, arrependimentos e vergonha alheia vivemos nós, e quer saber porquê? WE ROCK! Ou, pelos menos, é o que diz a pesquisa que aponta as bibliotecárias como as melhores namoradas dentre todas as profissões! WE REALLY ROCK!

A melhor parte do post, além da massagem no ego, foi perceber que definitivamente um pouco da visão deturpada que as pessoas tinham sobre nós tem se modificado em meio a um processo de enorme reconhecimento ao valor dessa profissão - tão incrível, diga-se de passagem.

Agora, pra terminar, eu sugiro que você invista um pouco do seu tempo aprendendo um pouco mais sobre essa e outras profissões da área das Ciências da Informação. Você nem imagina o que pode estar perdendo. ;-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário